Miracema sedia reunião para debater ações contra a estiagem

133
- Publicidade -

O município de Miracema sediou nesta terça-feira (10), no Centro Cultural Melchíades Cardoso, uma reunião com autoridades objetivando definir ações mitigadoras dos efeitos da estiagem no Norte e Noroeste Fluminense. O encontro foi organizado pela Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária (SEAPEC), Secretaria de Defesa Civil e pela Prefeitura Municipal de Miracema.

Os prefeitos de Miracema, Santo Antônio de Pádua, Laje do Muriaé e Varre-Sai, além do vice-prefeito de Cardoso Moreira, expuserem as situações dramáticas de suas respectivas cidades. Diversos vereadores, secretários de Defesa Civil, Agricultura e Ambiente compareceram.

Além da ação depredadora do homem ao meio ambiente, a diminuição das chuvas tem sido prejudicial a região. As autoridades chegaram ao acordo de que é preciso executar mecanismo para reter água no subsolo, através de elaboração de projeto.

A pecuária de leite, de corte, olericultura e a piscicultura agronegócios fortes no Norte/Noroeste estão sendo também afetados drasticamente, ocasionando milhões de reais em prejuízos aos municípios. Somente em Itaocara, as perdas chegam a 50% de toda a produção.

O Governo do Estado disponibiliza uma central de monitoramento de desastres ambientais, visando o direcionamento dos acidentes ocorridos e posterior ajuda necessária. “O governo estadual a curto prazo estudará medidas eficientes para ajudar as urbes, que decretaram a situação de emergência. Mas, a ajuda aludida, não pode satisfazer os governantes. É preciso agir, e agir rápido”, disse o Secretário de Estado de Agricultura e Pecuária, Jair Bittencourt.

Foi constado pelas autoridades, que a ausência de notificações no passado aos órgãos competentes, bem como a falta de produção de documentos, tornou-se prejudicial, em referência aos demais estados, pois não há registros de situações emergenciais registradas. Não é a primeira vez que a seca preocupa. A chuva prevista, não pode em hipótese alguma esfriar as discussões, motivo pelo qual foi proposta a criação de um conselho de discussão.

Até agora, neste período de estiagem, decretaram situação de emergência: Bom Jesus do Itabapoana, Itaocara, Miracema, Santo Antônio de Pádua e São Fidélis.