Festival do Kibe de Italva é declarado Patrimônio Cultural Imaterial do Estado do Rio de Janeiro

151
Festival em 2015 (Foto arquivo: Gilmar Sana/Italva em Foco)
- Publicidade -

A Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), aprovou um Projeto de Lei, de autoria do Deputado Estadual Marco Figueiredo, que torna o tradicional Festival do Kibe, em Patrimônio Cultural Imaterial do Estado do Rio de Janeiro.

O Festival é uma das mais importantes festas de todo o Norte e Noroeste Fluminense que atrai inclusive turistas da capital e de estados vizinhos. Típica iguaria sírio-libanesa e da cozinha judaica oriental, o quibe faz parte do cardápio dos países para os quais esses povos migraram. Em Italva o quibe é motivo de festa e o festival tem perfil cultural sob fortes influências dos libaneses que, no início do século XX, se instalaram na cidade.

Anualmente, no primeiro domingo de setembro, a festa leva centenas de pessoas ao Pedra Branca Social Clube. Lá, além do quibe, o público também degusta pratos tradicionais como o tabule e quibe cru. A aprovação já transforma o projeto em lei, cuja vigência ajudará a preservar a tradição que vem desde o ano de 1971. A conquista é uma homenagem que se fará perpetuar pelas futuras gerações. “A garantia da manutenção dessa história é o principal objetivo”, explicou o deputado estadual Marco Figueiredo, autor do projeto.